O âmbar é uma substância que, desde tempos ancestrais, fascina o homem. Ele provém dos arbustos de outrora, que se erguiam sobre o solo há milhões de anos atrás e elaboravam uma matéria viscosa conhecida como resina. Eram pinheiros de regiões de climas temperados e leguminosas de campos tropicais.
Este elemento tinha uma utilidade, a de evitar a invasão de bactérias e insetos na madeira destas árvores. Aos poucos a resina teve os líquidos e o ar que a compunham eliminados, o que provocou um processo denominado polimerização em seu material orgânico; desta forma ela se tornou mais rija e se converteu no que hoje é considerada a substância mineral, mas não cristalina, conhecida como âmbar.
Este material sempre esteve envolvido com crenças mágicas. Muitos preservavam a crença em seu dom medicinal, utilizando o âmbar em pó misturado com mel para combater a asma, a gota e inclusive a peste negra. Assim, ele atuava também na esfera mística, na luta contra o mal, daí sua presença em talismãs e terços; e também nos incensos, para espantar os espíritos negativos.

Em tempos remotos, os viajantes usavam o âmbar como amuleto de proteção. Os cristãos tinham no âmbar o símbolo de Deus e no oriente era utilizado para dar coragem ao seu portador. Já para os egípcios era uma pedra que trazia amor.

Acredita-se ser uma pedra amorosa, que favorece a união, a criatividade e a solidariedade. Está repleta de energias positivas. Nos dias de hoje é muito usada como colar para crianças tendo papel de proteger, ajudar no crescimento dos dentes do bebê além de evitar cólicas e vários outros males comuns da primeira infância.

No campo psíquico, o âmbar é de grande ajuda para superar estados de tristeza e desespero. Melhora estados hipersensíveis, dando equilíbrio em casos de depressão e ajudando a eliminar pensamentos suicidas. Fortalece o ânimo e dá força interior para quem teme empreender por medo ao fracasso e auxilia pessoas que temem aparecer em público.

O âmbar possui a capacidade de absorver energias negativas, protegendo seu portador e o liberando de preocupações excessivas que impedem o seu desenvolvimento harmônico.